Arquivo da categoria: Minha coisas

Um final de semana inesquecível.

No ultimo final de semana tivemos a visita da prima Eliana e família Zingg que veio da Suíça .

image

Foi muito bom poder revê la depois de mais de onze anos e também juntas
poder visitar e conhecer lugares turísticos aqui próximo a nossa cidade.

image.

image

image

image

image

 

E depois fomos levá-los para vestir e tirar fotos de kimono no studio Alice e também no outro dia fomos até a cidade de Ushiko visitar ushiko daibutsu que e uma das estátuas mais altas e está no guines.

image
Depois no dia seguinte fomos a praia e como estamos no Japão levamos um lanche bem ao estilo nipônico, sushi e oniguri entre outras coisinhas.

image

image
E no dia seguinte fomos no Minato Koen, que tem um mirante para ver os navios no porto de kashima.

image

image

Depois ainda fomos no parque da prefeitura.

image

image image

image

image

 

Aqui na Ole Brasil loja brasileira de Kamisu administrada pelo casal Tamashiro do Peru.

E entre uma coisa e outra o final da copa com um pouco de tristeza por ter perdido tão feio e outro por ver a equipe alemã fazer bonito, ganhar sem humilhar ninguém e a Argentina que não sabe perder ainda resolveu descontar quebrando tudo que vê pela frente mostrando que não e só no Brasil que falta educação.
E ainda meus primos tiveram a oportunidade de passa por uma ameaça de um tufão que ainda bem que desviou chegando perto daqui e um terremoto de 5 graus quando estavam no 9andar do hotel e teve até alerta de tsunami em Fukushima.

Bom foi tudo muito corrido já que aqui não estávamos de férias, então tivemos que fazer vários ajustes de horários mas deu tudo certo.

Anúncios

Brasileiras pelo mundo

Falando um pouquinho mais de minhas aventuras e a oportunidade de ser colunista do blog Brasileira pelo mundo.

Brasileiras pelo Mundo

http://www.brasileiraspelomundo.com

 

Então há algum tempo conhecendo e aprendendo neste pedacinho do mundo que e o Japão, Eu já vivi muitas coisas e me adaptei aos costumes e a cultura deste pais.

E a pouco tempo por intermédio do face book, conheci o grupo brasileiras pelo mundo e pude partilhar experiências, trocar figurinhas com outras brasileiras que como eu saiu do Brasil por vários motivos, quer seja a trabalho, ou por ter se casado com descendentes ou estrangeiros de vários países e isso foi muito bom pois temos a oportunidade de conhecer  as peculiaridades de cada lugar através da experiências de todas espalhadas pelo mundo.

E fui convidada pela Ann Moeller , para escrever uma coluna mensal falando sobre a minha experiência de trabalhar  e viver no Japão.

Então convido aos leitores do Japão outro lado, a dar uma passadinha La e conferir, pois  como eu, outras mulheres guerreiras contam experiências de como viver em lugares com costumes muito diferentes do  pais onde nasceu e cresceu e como se adaptou e ate ter filhos, educar e passam também dicas para quem quer conhecer, estudar ou trabalhar fora do Brasil.

Aqui do lado também tem link dos blogs de algumas das colunistas e convido a conhecer, pois cada uma em cada lugar de diferentes maneiras, passa pela experiência de adaptar-se aos costumes do lugar onde por um ou outro motivo escolheu viver.

E agora a cada dia crescendo, pois éramos poucas e agora a quase a cada dia tem alguma de nos contando algo sobre, dia a dia, trabalho, educação, oportunidade, turismo, enfim todo tipo de assunto que escolhido pela criadora e  editora do blog:  Ann Moeller,Paulista de Santos, hoje morando em Londres, vive na Europa a mais de 20 anos.

Reflexão…

euz

Mulher…. Trabalhadora …..Esposa…..Dona de casa e mãe

Talvez por que esta perto do final de ano e um dos meus objetivos tenha ficado um pouco atrasado.

E agora tenho que decidir prioridades ou então vou atropelar tudo, por isso tenho ficado em silencio nesta semana.

Tenho feito o possível para me manter focada no trabalho e deixar as coisas correrem, mas quando é dentro de casa fica um pouco mais complicado.

Tenho lidado com problemas de depressão na família e desemprego, o caso de saúde tem sido resolvido com tratamento, não é simples, o processo é muito lento e o problema de desemprego aqui é também complicado, pois sem duvidas teremos que adiar algumas coisas e correr atrás por outros meios.

Quando cheguei aqui tudo era mais fácil tínhamos empregos e ganhávamos muito bem e com a crise muitas fabricas fecharam e agora fica mais difícil encontrar um bom emprego.

E quando se tem um problema de saúde, as coisas ficam muito pior, ainda mais quando se exige que se fale fluentemente a língua e competir com os próprios japoneses uma vaga de emprego.

Por isso o meu trabalho aqui tem sido importante, pois tenho aprendido e ensinado que não devemos depender simplesmente do emprego em fabricas, e sim criar outros meios de ter renda, e no meu caso neste momento, mais um membro de minha família esta sem emprego e tenho que lidar com isso de maneira que não afete o tratamento da minha filha, pois todos da família temos que estar comprometidos para dar certo e ter bons resultados, lembra sempre o medico que a trata.

E como dona de casa e mãe, fico dividida entre meu trabalho do lar e meu trabalho com as pessoas que contam comigo, talvez por isso, tenha me sentido assim esta semana.

Eu sei que nem sempre se agrada a todos e também nem todos podem compreender como conseguimos lidar com tantas coisas ao mesmo tempo, mas é assim, nem tudo tem uma formula secreta.

Então deixo aqui não uma desculpa por minha ausência em algum momento, mas dizer que sou igual a todo mundo e se eu posso todos podem e se todos podem, também posso às vezes me sentir assim.

Com certeza tenho consciência de que sou um ser humano capaz de coisas incríveis e que, além disso, sou mulher, dona de casa, mãe, e quando se trata de família e filhos fica difícil pensar em algo mais importante.

Meu aniversário…

Emilia

Mais um ano de vida… 53 anos.

Hoje mais um dia, um dia diferente, é meu aniversário.

Mais um ano e olhando para frente tenho ainda muitos sonhos

a ser realizados. Quisera hoje poder encontrar todos os amigos que por

minha vida passaram e juntos cantarmos Parabéns…·. Mas a vida é assim…

Uns vão outros vem. O tempo vai passando e mais um ano que se

despede. Foi um ano feliz com muitas surpresas.

Espero que nessa nova etapa da vida eu possa ser ainda mais feliz,

realizando meus sonhos e projetos Tudo passa e hoje queria um abraço muito especial daquela que em conjunto com Deus

fez este milagre acontecer, eu.

Mas a vida assim…  Contento-me com os abraços de quem me ama e me deixa feliz todos os dias aqui a viver.

Agradeço a Deus pela minha existência por ser mais um milagre da vida.  A vida é repleta de milagres .

E neste dia do meu aniversário. Sinto-me como um milagre diante de Deus. E agradeço por mais um ano

de oportunidade, agradeço aos meus familiares que me amam,  que estão sempre presentes E nunca me abandonam a

mercê da vida Aos meus amigos que estão em minha vida, reparto o meu coração em muito pedaços. Doando um

pedacinho para cada um. Se eu pudesse ter muitos braços, abraçaria a todos mesmo distantes. E me abraçaria

ternamente, agradecendo assim a minha existência. E neste momento peço que Deus fique ao meu lado, pois sem ele é

impossível viver na multidão da vida.  Hoje abraço todos meus amigos e principalmente meus filhos que é a riqueza que

conquistei meus pais e irmãos….Eu mando um recado do coração Senti falta do abraço de vocês hoje.

Divagando……

Sonhar e imaginar sempre um futuro melhor do que hoje…..talvez eu seja mesmo um pouco louca, e também me jogar nas coisas sempre imaginando um resultado positivo, mesmo quando ninguém acredita.

Ter fé na vida,mesmo quando vemos na TV reportagens sensacionalista de violência, insegurança e descrença de que as coisas possam melhorar.

Eu muitas vezes sou procurada por pessoas que me diz para tomar cuidado, e não me expor tanto e as vezes pessoas se aproximam para aproveitar.

Mas eu penso que até com elas eu aprendo um pouco, pois ninguém faz aqui e fica por isso mesmo, um dia ela vai ter uma resposta para suas atitudes e não precisa brigas, é desnecessário se desgastar com isso.

Então sigo meu caminho do meu jeito e se não faço mal a ninguém, não preciso ter medo.

Os grandes homens e grandes mulheres só conseguiram por que não tiveram medo de expor suas opiniões e fazer o que acreditaram ser o certo. Mesmo quando eram vistos como loucos. Eu não pretendo ter riquezas e sim deixar como legado uma vida de exemplos a ser seguidos.

Ajudando, ensinando e aprendendo com as pessoas, mesmo quando elas as vezes me machucam com palavras no dia seguinte eu tiro uma nova lição de tudo e sigo minha vida. Sei que estou aqui mais para aprender do que ensinar, mas quem sabe amanhã terei deixado algo de bom para a humanidade.