Arquivo da categoria: LIXO DESCARTÁVEL NO MUNDO

Gestão do lixo e reutilização – Centro de reciclagem de Kamisu.

EM ÉPOCA QUE SE FALA EM SUSTENTABILIDADE COM A CONFERENCIA RIO+20

A gestão do Lixo ainda é um dos principais desafios do governo Brasileiro na área de gestão sustentável. No entanto, na última década, o Brasil deu um salto importante no avanço para a gestão correta dos resíduos sólidos. Segundo dados do Ministério do Meio Ambiente, apesar disso, apenas 443 cidades já existe a coleta seletiva. E os centros de reciclagem a maioria foi realização dos catadores e pessoas que vivem do lixo e ONGs preocupadas com o meio ambiente. Há pouco comprometimento das pessoas com o destino do lixo e somente consegue ver as conseqüências disso quando vem a temporada de chuva, com os alagamentos  e bueiros entupidos.

Então mais uma vez venho falar um pouco de exemplos como o que existe aqui na cidade onde moro.

Próximo da minha casa existe um centro de reciclagem de lixo domestico, e eu sinto que devo compartilhar aqui, até porque a maior parte do meu publico alvo esta no Brasil e eu não tenho  exata certeza, mas acho que não existe centro de reciclagem como este. É perfeito o trabalho que eles fazem e a limpeza do local, mesmo onde o lixo é separado, é incrível. E o que achei interessante saber que em parceria com a prefeitura fazem uma campanha de arrecadação de roupas e utensílios com o objetivo promover a redução de resíduos descartados no lixo, assim esses material vai direto lá para o centro, é separado e exposto num período onde as pessoas podem adquirir gratuitamente três peças  de roupas ou utensílios para levar para casa.

E também oficinas onde são administrados cursos para aprender a reciclar móveis entre outros materiais.

Mas tudo isso não teria significado se não fosse o comprometimento das pessoas em separar e descartar corretamente e cuidar da limpeza de cada local de descarte de lixo. Com isso beneficiando a todos com uma cidade mais limpa.

Mais informações em japonês no site:  http://www.sopia.or.jp/kamisu-re/

Anúncios

Como o munda cuida do seu lixo.

COMO O MUNDO ESTÁ LIDANDO COM O LIXO DESCARTÁVEL?

Estou insistindo neste tema pois acho de suma importância para o mundo lidar com o lixo, para que possamos deixar pra nossos filhos e netos um mundo melhor e mais limpo e saudável.

Supermercados em SP suspendem distribuição de sacolas plásticas e a população se adapta e como o plástico polui os oceanos e mata os animais marinhos, a reciclagem do plástico  é o único caminho para a diminuição deste lixo e o que você precisa saber sobre o que esta sendo feito no mundo em relação a isso e como substituir as sacolas plásticas e porque?
Plástico biodegradável, verde e oxibiodegradável: qual a diferença?

A diferença  é  o processo de degradação do plástico onde utiliza aditivos para acelerar a degradação, contando com auxilio do oxigênio, da temperatura e de processos mecânicos, como vento, chuva, etc.

Este plástico aditivado não precisa de um ambiente biologicamente ativo. Mesmo estando em cima de uma arvore, este plastico irá se degradar. Ao contrário do plástico oxi-biodegradável,o plastico biodegradável feito a partir de produtos orgânicos, tem que estar em ambiente biologicamente ativo para se degradar.

Este ambiente pode ser uma compostagem por exemplo. Caso este saco plastico biodegradável esteja em cima de uma arvore, vai demorar o mesmo tempo que o plastico convencional para se degradar.

O plástico oxi-bi degradável agride menos ao meio ambiente, pois diminui o tempo de vida útil para no máximo em 18 meses, evitando a poluição nos fundos e vales, córregos, rios, lagos e finalmente nos oceanos. Muito embora alguns engenheiros não concordem e dizem que elas  não são 100% confiáveis. que são, na verdade, mais nocivas para o meio ambiente do que as de plástico convencional. 


Estados Unidos têm iniciativas isoladas para banir sacolas plásticas.

E o Japão mesmo não tendo ações restritivas em relação às sacolas plásticas, o Japão aposta em campanhas de conscientização para diminuir o consumo. Em 2010, a redução foi de 35%. O país também tem um dos maiores programas de reciclagem de plástico e seus resíduos do mundo.Apesar de ainda não ser o suficiente pois ainda vemos praias muito sujas aqui no Japão e em algumas cidades apesar do rígido processo de separação do lixo, muita gente e alguns até estrangeiros não colabora, e joga lixo em lugar errado, causando constrangimento para nos que vivemos aqui.

 

Sacolinhas plásticas de supermercado.

O Japão pode ser exemplo também na substituição das sacolinhas plásticas de supermercado.Hoje li que em São Paulo no Brasil, existem varias campanhas para abolir as sacolinhas plásticas e que também, existem pessoas que são contra e acha que será um problema, pois dizem que usam para colocar o lixo.

Eu resolvi falar da experiência aqui, pois quando eu cheguei aqui os supermercados ainda fornecia as sacolinhas, e quando fomos informados que não seria mais fornecidas eu como todos ai , fiquei pensando- Nossa vai ser um transtorno !!!.

Mas tive que me adaptar, e pra minha surpresa hoje eu acho ótimo, como aqui separamos os lixos em sacos específicos, essas sacolinhas enchiam os sacos literalmente, depois que chegavamos do supermercado, e isso era um problema para todos.

E aqui todos saímos de casa com uma sacolinha na bolsa devidamente dobrada, ou se vamos de carro, levamos cestas que são adquiridas nos supermercado, exemplo: compramos uma cesta, ela tem o nome do supermercado, e um cartãozinho que a cada vez que vamos fazer compra, entramos com ela na parte de baixo do carrinho de compra e a do supermercado na parte de cima, então quando passamos no caixa, é colocado um carimbo no cartãozinho e passa a mercadoria de uma cesta pra outra e ai então levamos a nossa cesta para o carro e assim para casa e sem levar lixo. Mas se formos a outro supermercado levamos uma sacola que também é bem útil, enfim nos acostumamos e não temos problemas nenhum com isso.

E não só no Japão, mas em outros países também já não usam essas sacolas plásticas, que só servem para entupir bueiros, já que voam com facilidades quando escapam de nossas mãos ou do carro quando estamos em movimentos.

-Alem sujar a cidade, poluem rios, contaminam o solo e ocupam espaço nos aterros sanitários

– As sacolinhas demoram até 400 anos para desaparecer do planeta

– São responsáveis pela morte de animais por sufocamento

– Apesar de ser usada para acondicionar lixo dentro de casa, não são apropriadas para receber lixo úmido ou molhado.

O ideal é usar sacos para lixo.

– Se 1 bilhão de sacolas plásticas deixadas de serem produzidas por mês, reduzem 4.500 toneladas de lixo que equivalem ao plantio de 81.000 novas árvores da Mata Atlântica.

– Entre as alternativas para a sacola plástica estão as sacolas reutilizáveis, cestas e outras embalagens, caixas plásticas e carrinhos.

– E AS OXIBIODEGRADÁVEIS?
Mesmo as sacolas que vêm com a indicação de serem oxibiodegradáveis – o que significa que elas contêm um aditivo capaz de desintegrá-la em cerca de dois anos – não são 100% confiáveis. Há engenheiros e químicos que defendem que elas são, na verdade, mais nocivas para o meio ambiente do que as de plástico convencional. Isso porque liberariam metais pesados no solo como manganês e níquel, que causam maior poluição.

Com pequenas mudanças de hábitos, você tem grandes atitudes sustentáveis e garante que nossos filhos tenham os mesmos recursos que nós temos.

Não sou repórter e nem profissional da mídia, sou apenas uma pessoa que se importa e apesar de morar varios anos fora do Brasil, acompanho os noticiários e atualmente o problema das enchentes e a montanha de lixo que entopem os bueiros, e ninguém resolve e para piorar as pessoas não se envolve, jogando tudo nas costas dos governantes, e assim por diante como se fosse uma batata quente de mão em mão.